"Multiplica os teus olhos para verem mais.
Multiplica os teus abraços para semeares tudo."
Cecília Meireles

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Agosto - Poema de Luiz de Miranda

AGOSTO

Luiz Miranda


Agosto é quando

o desgosto enloqueceu

e se pôs a gritar

na voz aguda dos ventos


Uma moça escreve

em seu diário:

me encontre um amor

que dobre a esquina dos anos

e vire os calendários

me ensinando o lado

oposto de agosto


Todo o escrito é posto

na lua negra de agosto

e ao contrário do que dizem

renascem estrelas e versos

um sonho que se lê no rosto



MIRANDA, Luiz de.
Livro dos meses. São Paulo: FTD, 1997. (Coleção falas poéticas). p. 21.

Nenhum comentário: