"Multiplica os teus olhos para verem mais.
Multiplica os teus abraços para semeares tudo."
Cecília Meireles

terça-feira, 27 de março de 2012

O Circo de seu Anastácio - Roseana Murray

O CIRCO DE SEU ANASTÁCIO

poema de Roseana Murray



Os meninos pulam a cerca

para ver o circo

do seu Anastácio.

Será de verdade o vermelho

nariz do palhaço?

Não sentem medo dos leões

ferozes e imensos

e riem do mágico e seu truque

dos lenços.


Os meninos pulam a cerca

para ver as bailarinas,

de sapatinhas de ponta

e compridas pernas finas

e também os ursos corredores

e as focas dançarinas.


Vai comecar o espetáculo

no circo do seu Anastácio.


Fonte: MURRAY, Roseana; VIGNA, Elvira. Fardo de carinho. Belo Horizonte: Lê, 2009.


segunda-feira, 26 de março de 2012

Ofício da Palavra com Carlos Heitor Cony no Museu de Artes e Ofícios

Clique na imagem para ampliar



"Carlos Heitor Cony nasceu no Rio de Janeiro em 1926, fez humanidades e curso de filosofia no Seminário de São José. Estreou na literatura ganhando por duas vezes consecutivas o Prêmio Manuel Antônio de Almeida (em 1957 e 1958) com os romances “A Verdade de Cada Dia” e “Tijolo de Segurança”.

Cony trabalha na imprensa desde 1952, inicialmente no Jornal do Brasil, mais tarde no Correio da Manhã, do qual foi redator, cronista e editor. Depois de várias prisões políticas durante a ditadura militar e de um período no exterior, entrou para o grupo Manchete, no qual lançou a revista Ele e Ela e dirigiu as revistas Desfile e Fatos&Fotos.

Atualmente, é colunista da Folha de S.Paulo, comentarista da rádio CBN e da Band News. Como diretor da teledramaturgia da Rede Manchete, apresentou os projetos e as sinopses das novelas “A Marquesa de Santos”, “Dona Beija” e “Kananga do Japão”. Em 1998, o governo francês, no Salão do Livro, em Paris, condecorou-o com a L'Ordre des Arts et des Lettres. Foi eleito para a Academia Brasileira de Letras em março de 2000. “O Ventre” romance de estréia de Cony fez em 2008 cinquenta anos."

Ganhou os seguintes prêmios:


Manuel Antônio de Almeida (em 1956 e 1957)
Jabuti (em 1996, 1998 e 2000)
Livro do Ano (em 1996 e 1998 e 2000)
Prêmio Nacional Nestlé (em 1997)
Prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto de obra, em 1996

50.000 Visitas no nosso blog!!!

Clique na imagem para ampliar


Estamos comemorando os 50.000 acessos ao nosso Blog!!!
A Biblioteca Cecília Meireles agradece a sua visita!!!


Ofício do Patrimônio sobre a obra de Bartolomeu Campos de Queirós no Museu de Artes e Ofícios

Clique na imagem para ampliar


sábado, 24 de março de 2012

Lei nº 10.439 assegura aos portadores de deficiência visual o direito de receber correspondências oficiais em braile no município de Belo Horizonte


LEI Nº 10.439, DE 23 DE MARÇO DE 2012



Assegura aos portadores de deficiência visual o direito de receber as correspondências oficiais do poder público municipal confeccionadas em braile.


O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:


Art. 1º - Fica assegurado aos portadores de deficiência visual o direito de receber, sem custo adicional, as correspondências oficiais do poder público municipal confeccionadas em braile.


Parágrafo único - Para o recebimento das correspondências oficiais confeccionadas em braile, o portador de deficiência visual deverá efetuar solicitação à Prefeitura de Belo Horizonte, onde será feito o seu cadastramento.


Art. 2º - As despesas decorrentes desta lei correrão por conta das dotações consignadas no orçamento, suplementadas se necessário.


Art. 3º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.



FONTE: http://www.cmbh.mg.gov.br/leis


sexta-feira, 23 de março de 2012

Novas Aquisições


A Biblioteca Cecília Meireles adquiriu a pedido dos professores os seguintes títulos:



ESPI, Pilar; ESTER, Patricia. Prova Brasil e Saeb: estratégias para desenvolver as capacidades avaliadas, língua portuguesa 4º e 5º anos.


ESTER, Patrícia; ANUNCIAÇÃO, Ana Paula. Fique ligado: [4 º ano]. Conteúdo: v. 1 língua portuguesa; v. 2 matemática; v. 3 – ciências; v. 4 – geografia; v. 5 – história.


GONÇALVES, Kelly Cláudia. Oficina para casa: apoio pedagógico.


GONÇALVES, Kelly Cláudia. Oficina para casa: [1º ao 5º ano].


PORTO, Amélia. De olho em ciências: 1º ao 5º ano. (4 volumes).


RADESPIEL, Maria. Valores de a a z. Coleção para viver e conviver. (5 volumes).


RADESPIEL, Maria. Valores de a a z: histórias contadas, livro do professor. Coleção para viver e conviver.


quinta-feira, 22 de março de 2012

Riachinho - Roseana Murray


RIACHINHO


poema de Roseana Murray



As águas claras

me contam segredos

de sol, de céu, de ar

e cantam acalantos

de ninar

enquanto correm ligeiras

da montanha para o mar.




Fonte: MURRAY, Roseana; VIGNA, Elvira. Fardo de carinho. Belo Horizonte: Lê, 2009.


terça-feira, 20 de março de 2012

Dia Internacional do Contador de Histórias

Clique na imagem para ampliar


"Você sabe que o que é um 'griot' ? É como são chamados, na África, os contadores de histórias. Eles são considerados sábios muito importantes e respeitados na comunidade onde vivem.


Através de suas narrativas, eles passam, de geração em geração, as tradições de seus povos.


Nas aldeias africanas, era costume sentar-se à sombra das árvores ou em volta de uma fogueira para, aí, passar horas e horas a fio, ouvindo histórias […]"


Fonte: PEREIRA, Edimilson de Almeida; ROCHA, Rosa Margarida de Carvalho. Os comedores de palavras. Belo Horizonte: Mazza, 2003.




segunda-feira, 19 de março de 2012

Novas Aquisições


A Biblioteca Cecília Meireles adquiriu os seguintes títulos listados a seguir.


  • LIMA, Lilian. Escola não é circo, professor não é palhaço: intencionalidade e educação
  • CASTRO, Nei Leandro de. As pelejas de Ojuara: o homem que desafiou o diabo


Literatura infantil e juvenil


  • BRANDÃO, Ignácio de Loyola. O menino que perguntava
  • FURNARI, Eva. O feitiço do sapo
  • JUSTINO, Camila. O mundo dá voltas: para meninas que não engolem sapos
  • MELLO, Roger. Carvoeirinhos (trabalho infantil)
  • RANDO, Silvana. Peppa (cabelos)
  • RIEL, JØRN. O menino que desejava se tornar um ser humano: I. O naufrágio (literatura dinamarquesa)
  • SILVERSTEIN, Shel. Fuja do Garabuja: e outros seres fantásticos (literatura norte-americana)
  • SMITH, Jeff. O ratinho se veste (literatura norte-americana)
  • YOLEN, Jane. Como os dinossauros dizem boa noite? (hora de dormir)



quinta-feira, 15 de março de 2012

Novas Aquisições


Confira as novas aquisições da
Biblioteca Cecília Meireles que listamos a seguir.


Para uso do Professor

Coleção Adolescentes e jovens para a educação entre pares. Saúde e prevenção nas escolas, publicação do Ministério da Saúde e Ministério da Educação, em 8 volumes:



SEXUALIDADES e saúde reprodutiva

ADOLESCÊNCIAS, juventudes e participação

METODOLOGIAS

PREVENÇÃO das DST, HIV e aids

ÁLCOOL e outras drogas

RAÇA e etnias

GÊNEROS

DIVERSIDADES sexuais


Livros literários


BANDEIRA, Pedro. O poeta e o cavaleiro (literatura infantojuvenil brasileira)


SMED. Escola Municipal Paulo Mendes Campos. A rua de todos nós: 1ª jornada literária: litterae jovem “histórias de ruas”. (coletânea de poesia e prosa produzida pelos alunos da EMPMC)


HUXLEY, Aldous. A ilha (romance inglês)




quarta-feira, 14 de março de 2012

Dia Nacional da Poesia

CONVITE

de José Paulo Paes
Poesia
é como brincar com palavras
como se brinca
com bola, papagaio, pião.

Só que
bola, papagaio, pião
de tanto brincar
se gastam.

As palavras não:
quanto mais se brinca
com elas
mais novas ficam.

Como a água do rio
Que é água sempre nova.

Como cada dia
que é sempre um novo dia.

Vamos brincar de poesia?


Fonte: Revista Agulha.
Disponível em http://www.revista.agulha.nom.br/jpaulo1.html



O POEMA


de Mario Quintana

Um poema como um gole d'água bebido no escuro.
Como um pobre animal palpitando ferido.
Como pequenina moeda de prata perdida para sempre na floresta noturna,
Um poema sem outra angústia que a sua misteriosa condição de poema.
Triste.
Solitário.
Único.
Ferido de mortal beleza.


Fonte: QUINTANA, Mario. Melhores poemas. São Paulo: Global, 2006.


"Poesia é uma arte literária e, como arte, recria a realidade. O poeta Ferreira Gullar diz que o artista cria um outro mundo 'mais bonito ou mais intenso ou mais significativo ou mais ordenado – por cima da realidade imediata'".

Fonte: Site do IBGE.
Disponível em http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/poesia/home.html


segunda-feira, 12 de março de 2012

quinta-feira, 8 de março de 2012

Dia Internacional da Mulher


Homenagem da Biblioteca Cecília Meireles



Poema de Mario Quintana

Do que elas dizem

O que elas dizem nunca tem sentido?
Que importa? Escuta-as um momento.
Como quem ouve, entre encantado e distraído,
A voz das águas ... o rumor do vento ...

do livro Espelho Mágico




Haikai de Alice Ruiz S

moça no campo
atraindo beija-flor
vestido florido

do livro Conversa de passarinhos


terça-feira, 6 de março de 2012

Novas Aquisições

A Biblioteca Cecília Meireles disponibilizou os seguintes títulos adquiridos por doação ou compra:

  • Coleção Volta e meia (títulos de autoria do escritor sérvio Simeon Marinkovic)
- O que Ana sabe sobre ... Amizade
- O que Ana sabe sobre ... Boas maneiras

  • DAVIS, Mark. Teste sua inteligência emocional
  • CURY, Augusto. Pais brilhantes, professores fascinantes: a educação inteligente: formando jovens pensadores e felizes
  • SASSON, Gahl; WEINSTEIN, Steve. Mude sua vida: use a sabedoria da Cabala para realizar seus sonhos
  • SILVA, Ana Beatriz Barbosa. Bullying: mentes perigosas nas escolas


Literatura infantil e juvenil


  • BANDEIRA, Pedro. Velhinho entalado na chaminé. Biblioteca Pedro Bandeira. Série pequenos e sabidos.

  • SOUSA, Mauricio de. Caçando rã. Turma do Chico Bento. Coleção alegria de ler.

Literatura brasileira e estrangeira

  • DA PALAVRA à literatura: narrativas contemporâneas. Editora Universidade FUMEC. (contos brasileiros)

  • KANON, Joseph. O bom alemão (romance norte-americano)
  • LETRIA, José Jorge O livro extravagante e outros poemas. (poesia portuguesa)


segunda-feira, 5 de março de 2012

125º Aniversário do músico Heitor Villa-Lobos


Hoje, o compositor e maestro Heitor Villa-Lobos completaria 125 anos se estivesse vivo. O músico carioca nasceu em 5 de março de 1887, no bairro de Laranjeiras, Rio de Janeiro.


Foi considerado, ainda em vida, o maior compositor das Américas. Ele compôs cerca de 1.000 obras. É o compositor brasileiro de maior presença e reconhecimento no cenário internacional da música erudita. Na foto, à esquerda, o músico Ary Barroso (de óculos) abraçado ao compositor Villa-Lobos. Esta foto está disponível na página do Museu Villa-Lobos.


Quer saber mais sobre este artista ou ouvir uma de suas músicas mais famosas “O trenzinho caipira” (da peça Bachianas Brasileiras nº 2), por exemplo, acesse o Museu Villa-Lobos.


Ou quer ler sobre sua vida em uma das obras de referência da Biblioteca Cecília Meireles? Esperamos por você!



Fonte: ENCICLOPÉDIA CONTEMPORÂNEA DA AMÉRICA LATINA E DO CARIBE.

Aquarelas de Iara Abreu (convite recebido de exposição)

Clique na imagem para ampliar