"Multiplica os teus olhos para verem mais.
Multiplica os teus abraços para semeares tudo."
Cecília Meireles

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Feliz Natal!!!



Neste Natal, a Biblioteca Cecília Meireles dedica aos leitores do nosso Blog um poema de Vinicius de Moraes, com o desejo que em 2013 possamos comemorar juntos muitas leituras.


Clique na imagem para ampliar



quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Mensagens de Natal Recebidas



Os profissionais que atuam na Biblioteca Cecília Meireles da Escola Municipal Maria de Rezende Costa agradecem as mensagens de Natal recebidas. 


Clique na imagem para ampliar






Clique na imagem para ampliar



Clique na imagem para ampliar



quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Para Casa Para a Família - A Bonequinha Preta


O Blog da Biblioteca Cecília Meireles da Escola Municipal Maria de Rezende Costa tem o prazer de ser escolhido como veículo de divulgação na rede do Para Casa Para a Família. Trata-se de uma atividade de literatura elaborada pela Professora Vilma Sanches de Moura para os alunos do Segundo Ano do Primeiro Ciclo (turno da manhã). 


A atividade foi realizada pelos alunos em casa com a ajuda dos familiares, após a leitura em sala de aula do livro A Bonequinha Preta, de autoria de Alaíde Lisboa de Oliveira (Editora  Lê).

Clique na imagem para ampliar


Cada aluno criou a sua Bonequinha Preta. Foi utilizado diversos tipos de materiais (lã, pano, papel colorido, papelão, EVA etc.) na confecção da boneca.


A construção das bonecas foi descrita através de vários depoimentos das alunas, alunos e familiares. E, são estes depoimentos que irão contar a delícia que foi fazer Para Casa Para a Família


O livro


"Eu, pai da Maria Luiza, gostei muito desde a leitura do livro A bonequinha Preta até o projeto do artesanato. Notei que o livro tem uma linguagem com palavras do dia-a-dia, simples e que estimula a dinâmica da leitura e da escrita dos alunos. Parabéns!” Helbert, pai da aluna Maria Luiza.


Aluna Maria Luiza, filha de Helbert e Domênica




Boneca feita pela aluna Gleycielly

As dificuldades iniciais



Confesso que no início eu achei que não seria ´possível construir uma boneca. Depois de iniciar o trabalho, as ideias foram fluindo, cada um dava sua opinião, até que a boneca ficou pronta.” Valéria, mãe do aluno Yago.


Aluno Yago, filho de Valéria


Eu, como mãe, apreciei poder junto com a minha filha fazermos uma boneca. De princípio achei um pouco difícil, mas nós conseguimos. Espero que gostem e apreciem o nosso trabalho e esforço. Foi muito gratificante após o trabalho ver o resultado.” Bruna, mãe da aluna Eduarda.



Aluna Eduarda, filha de Bruna


Ao fazer a Bonequinha Preta notei que quando queremos fazer uma coisa, somos capazes de cumprir a tarefa. E eu gostei de fazer esta boneca com a ajuda da minha mãe.” Aluna Eduarda.

 
Aluna Leticia


A receita



Eu , minha mãe e meu pai pegamos um pedaço de pano e usamos para fazer o corpo e a cabeça, depois colocamos os cabelos, olhos, boca e depois colocamos um vestido. Eu me diverti muito.” Aluna Maria Luiza.

Vovó Olinda costurou o corpo e o vestido, mamãe e eu enchemos o corpo dela, eu escolhi as flores , colei os olhos e com a ajuda da mamãe fiz a boca e as tranças. Foi muito divertido!” Aluna Ana Carolina.



Aluna Ana Carolina, neta de Olinda



Foi muito legal fazer este trabalho com a família, nem sabíamos como ficaria a boneca, mas no final deu tudo certo. O legal é que usamos poucas coisas, como: lã, EVA, meia, fita e TNT. Dei muitas ideias e me diverti muito.” Aluna Maria Eduarda


Aluna Maria Eduarda, filha de Fernanda

Gostei muito de fazer este trabalho. Porque foi mais um momento com a minha filha. Aceitei todas as ideias que ela deu e pude ver no rostinho dela o quanto ficou feliz com isto.” Fernanda, mãe da aluna Maria Eduarda.
 
Estou muito feliz, Emilly e a avó fizeram uma boneca bem linda, não faltou criatividade.”. Flávia, mãe da aluna Emilly


 Boneca feita pela aluna Emilly e avó Hortência


 
A minha boneca é muito bonita. Minha vó me ajudou a fazê-la. Ela é toda de pano. Eu gosto muito dela.” Aluna Emilly



O envolvimento dos familiares


Ajudei minha neta a fazer a Bonequinha Preta. Ela ficou muito feliz ao vê-la pronta. Gosto de ver minha neta feliz! Hortência, avó da aluna Emilly



Achei muito bonito o trabalho da minha filha com a avó. Passaram todo o final de semana trabalhando, mas valeu a pena, porque ficou maravilhoso!” Elio, pai da aluna Emilly 


 A construção da Bonequinha Preta foi muito interessante, pois teve a participação de minha família. Minha mãe, montou a boneca, minha avó fez o vestido e eu ajudei a pintar o rosto da boneca. Deu muito trabalho, mas valeu a pena ver o resultado final. Ela ficou linda!” Aluno Yago. 


Foi muito boa esta experiência. Nós fizemos tudo com muito carinho e amor. Nós brincamos que estava nascendo uma filhinha da Joyce, minha neta e minha irmã Consuelo, era a tia-avó. Nós rimos muito com os erros e acertos. E não é que no final ela ficou linda!” Sueli, mãe da aluna Joyce.


Aluna Joyce, filha de Sueli, sobrinha de Consuelo

 
Sou padrinho da Hellen e me diverti muito ajudando a fazer a bonequinha. Ela ficou linda! Sou Edna, avó da Hellen e adorei ajudar a fazer a bonequinha. Foi muito divertido. Adorei! Sou Fernanda e ajudei a fazer a bonequinha da Hellen. Foi um grande aprendizado e alegria.” Parentes da aluna Hellen.



Aluna Hellen, neta de  Edna

Fiquei grata em ajudar o meu querido bisneto com a minha singela colaboração.” Maria Noêmia, bisavó do aluno Diogo.


Aluno Diogo, bisneto de Maria Noêmia

Eu como mãe...Adorei! Voltei no tempo de criança e pude perceber que esta simples atividade pode nos unir, a dar mais atenção ao meu filho. Foi um momento único! Obrigada pela oportunidade.” Elaine, mãe do aluno Daniel.



Aluno Daniel, filho de Elaine



Fazer a bonequinha Preta foi muito legal! Toda a família ajudou dando ideias e opiniões.” Aluna Sarah



Aluna Sarah, filha de Cássia
 
   
Ajudar a Milena a produzir a bonequinha foi um aprendizado muito bom, porque trabalhamos em equipe e cada um de nós aprendeu um com o outro com boas ideias e muita diversão.” Amanda, tia da aluna Milena




Aluna Milena, sobrinha de Amanda


O resultado ...

 

 

Aluno Isaac


 "Adorei fazer a Bonequinha Preta junto com a minha irmã, parecia que estávamos brincando." Aluna Vitória.



Aluna Vitória, irmã de Karina





Aluno William
 



Aluno Arthur Carlos

O reconhecimento

 

 

Boneca feita pelo aluno Arthur Henrique


Foi uma experiência muito divertida e gratificante, que com certeza ajudou muitas famílias a passarem algum tempo juntas. Além disso promoveu a criatividade e a cidadania ao incentivar o reaproveitamento de materiais que antes não seriam utilizados.” Cássia, mãe da aluna Sarah.


Produzir a Bonequinha Preta foi muito divertido. O que mais gostei foi da participação do papai, mamãe e da minha tia Amanda.” Aluna Milena


Amei fazer esta boneca com a Sulamita. Ela teve várias ideias e mesmo durante a feitura da boneca, ela continuou criando novas formas. Muito obrigada por esta oportunidade!” Viviane, mãe da aluna Sulamita.



Aluna Sulamita, filha de Viviane

  
“[...] foi muito divertido construir a Bonequinha Preta. Eu e minha mãe gostamos muito deste trabalho.” Aluno Danilo

Aluno Danilo

Eu gostei muito de ajudar. Maria Luiza criou a Bonequinha Preta porque a gente teve uma experiência muito boa e divertida. Vilma, foi muito legal a experiência!” Domênica, mãe da aluna Maria Luiza.
 


Podemos afirmar com certeza que  

Para Casa Para a Família

foi uma delícia de releitura !!!

 

Aluno Kauan








Aluna Tayná



Aluno Abraão

Lembramos que todas as fotografias divulgadas nesta postagem foram autorizadas pelos familiares das alunas e alunos da E.M. Maria de Rezende Costa. A reprodução destas imagens sem a devida autorização não é permitida. 

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Paulinho Pedra Azul no Museu de Artes e Ofícios


"No dia 11 de dezembro, às 19h30, o Museu de Artes e Ofícios - MAO encerra a programação de 2012 do projeto 'Ofício da Música', recebendo o músico Paulinho Pedra Azul, sob curadoria de Poti Castro. O público vai conferir o show comemorativo “Paulinho Pedra Azul, 30 Anos de Estrada” e, no palco, ele vem acompanhado pelos músicos Marcelo Jiran, no piano elétrico e teclado e o Serginho Silva na percussão."

Anote:
Ofício da Música com Paulinho Pedra Azul
Entrada gratuita

Data: 11 de Dezembro, terça-feira.

Horário: 19h30

Local: Museu de Artes e Ofícios – Praça da Estação, s/nº - Centro - Belo Horizonte.



quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Novas Aquisições

Novas aquisições adquiridas por compra ou doação da Biblioteca Cecília Meireles.


FORMAÇÃO

  • CORREIA, Marcos Miranda. Trabalhando com jogos cooperativos: em busca de novos paradigmas na Educação Física. Coleção papirus educação
  • ROSA, Manfredo. Canastra, Araxá e Salitre: trilhas do queijo de leite cru


LITERATURA

  • GUEDES, Luiz Roberto. Planeta bicho: um almanaque animal! Poemas
  • LÉBEIS, Carlos; PORTINARI, Candido. No país dos quadratins
  • McQUINN, Anna. Lulu adora a biblioteca
  • MEYER, Stephenie. Crepúsculo
  • MEYER, Stephenie. Lua Nova
  • MEYER, Stephenie. Eclipse
  • MEYER, Stephenie. Amanhecer


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Ofício da Palavra com o escritor Ruy Castro no Museu de Artes e Ofícios

Clique na imagem para ampliar


"Escritor, jornalista e um dos mais importantes biógrafos brasileiros, Ruy Castro encerra a programação do Ofício da Palavra em 2012, participando da 53ª edição do projeto. O autor já publicou livros sobre a vida de grandes personalidades, como Nelson Rodrigues, Garrincha e Carmen Miranda, trabalhos que, ao todo, foram vencedores de quatro prêmios Jabuti. Toda sua experiência com esses diversos campos, os processos de criação do escritor e do jornalista, assim como a arte de relatar a vida das pessoas por meio dos livros são assuntos programados para a conversa de Ruy Castro com o público de Belo Horizonte no Ofício da Palavra."

A entrada é gratuita


Dia: 21 de novembro – quarta-feira

Horário:  às 19h30

Local: MAO – Museu de Artes e Ofícios

Praça da Estação, s/nº - Centro – BH


 
Fonte: www.mao.org.br

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Sgt. Pepper's no Ofício da Música - Museu de Artes e Ofícios


Sgt. Pepper’s no Ofício da Música


No dia 13 de novembro, às 19:30, o Museu de Artes e Ofícios (MAO) recebe a Sgt. Pepper's para participação no projeto "Ofício da Música”. No evento, o talento que despontou no tradicional Mersey Beatle, que acontece em Liverpool, na Inglaterra, reunindo grupos de todo o mundo e foi aclamada pela mídia inglesa como uma das três melhores intérpretes de The Beatles do mundo.


Data: 13 de novembro, terça-feira,
Horário: 19h30.
Local: Praça da Estação, Centro - Belo Horizonte



Entrada Gratuita.

Capacidade 300 pessoas.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Dia do Folclore

Clique na imagem para ampliar










Ficou bonito o Mural do Folclore !!!

Agora você já sabe que o 

Rezendinho é um bom pesquisador.

Afinal, ele é um ótimo leitor!



terça-feira, 14 de agosto de 2012

Rezendinho descobriu o Xote do Boto! E a parlenda da Galinha do Vizinho com direito a origami

Clique na imagem para ampliar



Que tal aprender a cantar o Xote do Boto?!




Clique na imagem para ampliar


 Se você precisava de uma parlenda para sua pesquisa...
Agora você já tem a Parlenda da
Galinha do Vizinho.



Clique na imagem para ampliar




Você viu como é fácil fazer o origami da Galinha?!
A Ivete já fez o do Mural. Ficou bonito!
Faça o seu também!


segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Rezendinho já andou pesquisando sobre o Folclore ...



Olha! 
Rezendinho começou a pesquisar sobre o Folclore!

Clique na imagem para ampliar



Ele descobriu que a palavra Folclore vem da língua inglesa:
FOLK = POVO
LORE = CONHECIMENTO 




Ele adorou as adivinhas feitas pela Turma da Mônica!
Suas descobertas foram durante a Gibiteca, na hora do recreio!!! 



segunda-feira, 6 de agosto de 2012

De volta às aulas! De volta à Biblioteca!

Mural na entrada da Biblioteca

Depois das férias ...  Voltamos às atividades na Biblioteca! 
O Rezendinho está feliz da vida!
 Ele adora ver todo mundo levando para casa seus amigos livros.


O Rezendinho aproveita para agradecer aos leitores
 pela atenção e cuidado com os livros. 
E se alguém estiver esquecido?! Não tem problema!
É só relembrar lendo o Mural na entrada da  Biblioteca
ou a imagem abaixo!


Dicas do Rezendinho - Quem ama cuida!
 


Bons empréstimos para vocês!!!

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Ofício da Palavra com Francisco de Morais Mendes e Sérgio Fantini



"Dois escritores que honram a tradição de Minas no gênero do conto inauguram a programação do segundo semestre do Ofício da Palavra: Francisco de Morais Mendes e Sérgio Fantini são os convidados da 48ª edição do projeto, que acontece às 19h30 do dia 7 de agosto, terça-feira, no Museu de Artes e Ofícios. No encontro, eles falam sobre a obra no Coletivo 21, grupo de mineiros que, juntos, têm mais de 300 títulos publicados, muitos deles premiados no Brasil e em outros países. Francisco de Morais Mendes e Sérgio Fantini também conversam com o público sobre suas trajetórias e sobre a arte da narrativa curta."

Entrada é gratuita!


Local: Museu de Artes e Ofícios – Praça da Estação - Belo Horizonte

Data: 7 de agosto às 19h30

Fonte e maiores informações : Museu de Artes e Ofícios

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Não fui eu! Aprendendo sobre honestidade - Alunos escrevem sobre o tema


Nos sentimos honrados em poder compartilhar com vocês alguns textos dos alunos da sala 11 (Turno da tarde -  Professora Mônica Avelar), que escrevem sobre o valor da honestidade.  

Ficamos orgulhosos da reflexão que foi feita a partir da leitura em sala de aula do livro "Não fui eu!" de autoria de Brian Moses com ilustrações de Mike Gordon.


 Não fui eu!

Clique na imagem para ampliar


Com esse livro aprendi muitas coisas, uma delas foi assumir meus erros e não ter medo. Acho muito importante todo mundo falar a verdade porque a mentira começa como se fosse uma pequena bola de neve, mas toda hora ela vai aumentando e uma hora ela explode. E a mentira é toda revelada.

Então por quê mentir? Se a verdade é bem melhor porque ela nunca vai explodir. Sei que às vezes temos medos, ficamos assustados e com vergonha. Sempre dá vontade de por a culpa em alguém, mas isto é bem pior. Quando fizer algo de errado, assuma. Isto é um ato de honestidade.

Não minta!

Letícia Rebeca de Souza Marques


Honestidade

É bom ser honesto por que as pessoas confiam em você e isto é muito legal. Temos vários amigos e todos nos admiram.

É ruim ser desonesto por que as pessoas não confiam em você e isto não e nada legal, perdermos os amigos. Todos te criticam quando você mente toda hora. E quando você resolve falar a verdade ninguém irá acreditar em você. Por que quem acreditaria em um mentiroso?

Ágatha da Silva Oliveira


A importância de falar a verdade

Nunca devemos mentir, quando mentimos perdemos a confiança de alguém. A mentira nos envergonha e faz a gente se sentir inferior aos outros.

Devemos sempre dizer a verdade, não importa o que vai acontecer. A verdade faz com que as pessoas tenham respeito pela gente.

Quando dizemos a verdade nossos amigos, familiares, pais e professores se orgulham de nós, por isto a mentira tem perna curta e a verdade vem em primeiro lugar.

João Pedro de Lima Santos
 
  
Será que vale a pena mentir?

A mentira é difícil de assumir, mas é melhor assumir do que perder a confiança dos nossos pais, dos amigos, dos irmãos ou dos professores.

Quando falamos uma mentira ela só vai crescendo e vai virando uma bola de neve. Quando descobrem todas as mentiras as pessoas perdem a confiança e ficamos sem aquela antiga amizade. Às vezes falamos mentiras para impressionar os amigos. Tem vez que mentimos para não magoar as pessoas, mas logo logo irão descobrir tudo porque mentiras tem pernas curtas.

Thais Ferreira de Morais


  
A importância de falar a verdade

Há vários jeitos de mentir, você fala uma mentira para impressionar amigos, para se safar de uma coisa que fez ou mente também para culpar alguém que fez algo com você.

Mentindo você perde a confiança de vários amigos(as), professores(as), familiares e outros.

E quando você mente é ruim para quem você mente e para você também, porque as pessoas se sentem magoadas e ninguém vai querer ter alguma amizade com você.

Igual aconteceu na minha sala, teve uma guerrinha de cola que acertou até o teto e o ventilador e a princípio ninguém assumiu a culpa.

E alguém já colocou a culpa em mim por ter fofocado com o nome de uma aluna na sala.

Júlia Luise dos Santos Nunes


A honestidade

É falar a verdade
saber ouvir e respeitar.

Se errar a culpa no outro não colocar
assim em você seus pais irão confiar
Você vai querer decepcionar
se quando mentir
os seus pais irão ver ...
O que você vai falar?

A mentira cresce só um pouco
mas vai deixando a gente louco.

A mentira não é para impressionar
porque às vezes podem te zoar
e por um tempo deles podem se separar
e a gente ver nossa amizade ...

Tem que renascer
e iguais temos que viver.

Marcelo Augusto Santos de Souza


A importância de dizer a VERDADE

É importante dizer a verdade
pois sempre há necessidade.

Se contamos uma mentira
uma confusão isto vira.

É preciso ser honesto!
Depois de falar a verdade
cuidamos do resto.

É sempre possível dizer a verdade
e nunca há impossibilidade.

Se não contarmos mentira
só temos coisas boas por toda vida.

Devemos ser sinceros
porque se dizemos só a verdade
a desconfiança é zero.

Nunca diga mentira
pois isto pode atrapalhar
sua VIDA.

Brenda Silva Melo


A consciência limpa, pode resumir tudo!

O fato é que as pessoas, hoje em dia, quase não tem honestidade. Eu me considero uma pessoa honesta, apesar de minha honestidade já ter me prejudicado algumas vezes. Ao meu ver, não devemos ser honestos para receber o reconhecimento alheio, mas sim para receber nosso próprio reconhecimento. E ficar com a nossa a consciência sempre tranquila.

Amanda Sharon Albuquerque de Oliveira

 
Agradecemos a Professora Mônica Avelar por ter escolhido o Blog da nossa Biblioteca para divulgação da sementinha que está sendo plantada no coração dos alunos da E.M. Maria de Rezende Costa. Muito respeito, honestidade e amor aos livros.