"Multiplica os teus olhos para verem mais.
Multiplica os teus abraços para semeares tudo."
Cecília Meireles

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Ofício da Palavra com Daniel Galera - Convite recebido

Clique na imagem para ampliar


O escritor e tradutor, Daniel Galera, nasceu em São Paulo em 1979. É um dos precursores do uso da Internet para a Literatura, editando e publicando textos em portais e fanzines eletrônicos. Dentre suas publicações estão: Cordilheira (2008), Mãos de cavalo (2006) e Até o dia em que o cão morreu (2003).


quarta-feira, 24 de junho de 2009

Roda de Junho

Senhor São João,
me venha ajudar,
que as minhas mazelas
eu quero deixar,
e os reinos da terra
perder sem pesar !

No fogo do chão,
no fogo do ar,
queimei meus pecados
para lhe agradar !

O seu carneirinho
prometo enfeitar
com rosas de prata,
jasmins de luar,
servir-lhe de joelhos
bem doce manjar !

Em águas de rio,
em águas de mar,
Senhor São João,
me venha banhar!

A noite da festa
não deixe passar !
Não durma, Santinho,
no céu nem no altar!
Quem está padecendo
não pode esperar !

Poema de Cecília Meireles retirado do livro: Viagem & Vaga música, publicado pela editora Nova Fronteira, 2006. p. 176

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Aniversário da Escola




Rezendinho está contando os dias para comemorar o aniversário da Nossa Escola!!


Na quinta-feira, às 19 horas, dia 18 de junho de 2009, teremos uma missa no pátio da Escola para celebrar os 38 anos de vida da nossa Escola Maria de Rezende Costa. A celebração será realizada pelo Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte Dom Joaquim Mol.

E na sexta-feira, dia 19 de junho de 2009, vamos apagar as velinhas!!!
Com muitos presentes!!!

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Dia Internacional do Meio Ambiente e da Ecologia

Para pensarmos um pouquinho, segue um pequeno trecho do livro: Chico, o caminhador de Fernando Brant, ilustrado por Ana Raquel, publicado pela editora Lê:

" O rio conhece o chão do País
ele sabe de gente e sertão
em suas águas a vida vem pedir
o que ele traz de comer e de beber
Chico, o caminhador.

O peixe e a água do rio
não são como antigamente
o esgoto da indústria e da cidade
suja e seca
o triste caminhar do Chico."

Você pode ler o texto completo fazendo o empréstimo da obra na Biblioteca !