"Multiplica os teus olhos para verem mais.
Multiplica os teus abraços para semeares tudo."
Cecília Meireles

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Maternidade na Literatura: mães biológicas e de coração


Para homenagear as mães biológicas e de coração, a Biblioteca Cecília Meireles selecionou alguns títulos literários para falar da maternidade na literatura.


Clique sobre as imagens para ampliar






Maternidade  _ qualidade ou condição de mãe _  Mães que geram, amamentam, criam, cuidam ...  





Oferem o ventre, o colo, a mão, o abraço ... 




Laço de parentesco que une ...
Laço de coração que une...
Laço de cuidado que une ... 






O poeta Mario Quintana muito bem descreveu  

"Mãe! São três letras apenas
As desse nome bendito:
Três letrinhas, nada mais... 
E nelas cabe o Infinito.

E palavra tão pequena
- confessam mesmo os ateus -
É do tamanho do Céu!
E apenas menor que Deus ...



Fontes consultadas:

BORGES, Rogério. A mãe da gruta. São Paulo: FTD, 1990. (Coleção lua cheia). p. 14-15.
CAPARELLI, Sérgio. 111 poemas para crianças. Porto Alegre: LPM, 2006. p. 47.
CARLE, Eric. Senhor Cavalo-marinho. São Paulo: Kalandraka, 2011.
FORTES, Antón: CONCEJO, Joanna. Fumaça. Curitiba: Positivo, 2011. p. 14-15; 28-29.
MEIRELES, Cecília. Ou isto ou aquilo. São Paulo: Global, 2012. p. 28-29.
MENEZES, Silvana. Meninas, bah! Belo Horizonte: Lê, 2007. p. 10, 13.
PAES, José Paulo. É isso ali. Rio de Janeiro: Salamandra, 1984.
QUINTANA, Mario. Lili inventa o mundo. São Paulo: Global, 2005. p. 15.
TULCHINSKI, Lúcia. Histórias maravilhosas do Brasil. São Paulo: Landy, 2006. (Coleção novos caminhos). p. 42-46.


Nenhum comentário: