"Multiplica os teus olhos para verem mais.
Multiplica os teus abraços para semeares tudo."
Cecília Meireles

quarta-feira, 14 de março de 2012

Dia Nacional da Poesia

CONVITE

de José Paulo Paes
Poesia
é como brincar com palavras
como se brinca
com bola, papagaio, pião.

Só que
bola, papagaio, pião
de tanto brincar
se gastam.

As palavras não:
quanto mais se brinca
com elas
mais novas ficam.

Como a água do rio
Que é água sempre nova.

Como cada dia
que é sempre um novo dia.

Vamos brincar de poesia?


Fonte: Revista Agulha.
Disponível em http://www.revista.agulha.nom.br/jpaulo1.html



O POEMA


de Mario Quintana

Um poema como um gole d'água bebido no escuro.
Como um pobre animal palpitando ferido.
Como pequenina moeda de prata perdida para sempre na floresta noturna,
Um poema sem outra angústia que a sua misteriosa condição de poema.
Triste.
Solitário.
Único.
Ferido de mortal beleza.


Fonte: QUINTANA, Mario. Melhores poemas. São Paulo: Global, 2006.


"Poesia é uma arte literária e, como arte, recria a realidade. O poeta Ferreira Gullar diz que o artista cria um outro mundo 'mais bonito ou mais intenso ou mais significativo ou mais ordenado – por cima da realidade imediata'".

Fonte: Site do IBGE.
Disponível em http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/poesia/home.html


Nenhum comentário: