"Multiplica os teus olhos para verem mais.
Multiplica os teus abraços para semeares tudo."
Cecília Meireles

domingo, 1 de abril de 2012

Festa no Céu - Poema de Noel Rosa


Festa no Céu

Noel Rosa



O leão ia casar

com sua noiva leoa,

e São Pedro, pra agradar,

preparou uma festa boa.


Mandou logo um telegrama

convidando os bichos machos

que levassem todas as damas

que existissem cá por baixo.


E no tal dia marcado

os bichos tomaram banho

foram pro céu alinhados

tudo em ordem, por tamanho.

(…)


O siri chegou atrasado

no bico de um passarinho,

pois muito tinha custado

pra botar seu colarinho.


E o gato foi de luva

pra assistir ao casório;

jacaré de guarda-chuva

e a cobra de suspensório.


O porco de terno branco

com um sapato de sola;

e o tigre de tamanco

de casaco e de cartola.


De lacinho à borboleta

foi o cabrito faceiro;

e o burro de luneta

montado num carroceiro.


O macaco com a macaca

com rouge pelo focinho;

estava engraçada a vaca

de porta-seios e corpinho.


Vou abreviar o discurso

pra não dizer tanto nome:

lá foi a mulher do urso

de cabeleira “a la home”.


Quando o leão foi entrando,

São Pedro muito se riu

e pro bicho foi gritando:

“Caiu! 1º de abril.”


Fonte: revista Ciência Hoje das Crianças, v. 23, n. 219, dez./2010 (contracapa).


Nenhum comentário: